terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Pensamento da semana


“Eis o que amamos nos amigos, o que amamos de tal modo que sentimos a consciência culpada quando não pagamos amor com amor, sem nada esperar do outro senão sinais de afeto. Daí o luto quando morre um amigo, daí as trevas da dor, a doçura que se transforma em amargura, o coração inundado de pranto e a morte dos vivos pela vida perdida dos que morrem.” 
(Confissões, Santo Agostino. p 96)


Nenhum comentário:

Postar um comentário